(54) 3344-3309
Entrega segura
Site 100% seguro
Despacho em 24h - Atendimento Especial PJ

Complexo B Vitamína EMS 100 Comprimidos Polivitamínico

ems
Cód 6800
As Vitaminas do Complexo B são indicadas no tratamento da carência múltipla de vitaminas do complexo B e suas manifestações como anemias, cansaço e dores musculares.

Gostaria de receber notificação quando este produto estiver disponível?

Calculo de frete
Não sei meu CEP
Entrega Frete Prazo
Digite um CEP e clique no botão OK.

I - IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO COMPLEXO B®


Polivitamínico do complexo B


APRESENTAÇÃO
Comprimido revestido
pantotenato de cálcio 3,0 mg + riboflavina 2,0 mg + nitrato de tiamina 5,45 mg + cloridrato de piridoxina 2,0
mg + nicotinamida 20,0 mg.

Frasco contendo 100 comprimidos revestidos.
USO ORAL
USO ADULTO
COMPOSIÇÃO
Cada comprimido revestido contém:
Concentração IDR* Adulto
Vitamina B5 (na forma de pantotenato de cálcio
equivalente a 2,760 mg de ácido pantotênico) 3,0 mg 
Vitamina B2 (riboflavina) 2,0 mg 
Vitamina B1 (na forma de nitrato de tiamina equivalente a
5,0 mg de tiamina) 5,45 mg 
Vitamina B6 (na forma de cloridrato de piridoxina equivalente a 1,640 mg de piridoxina) 2,0 mg 
Vitamina B3 (nicotinamida) 20,0 mg
* Ingestão diária recomendada para adultos, baseado na posologia máxima (3 comprimidos/dia).
**Fosfato de cálcio dibásico, celulose microcristalina, estearato de magnésio, croscarmelose sódica, dióxido
de silício, álcool polivinílico, talco, macrogol, amarelo crepúsculo laca de alumínio, azul de indigotina 132
laca de alumínio, dióxido de titânio, água purificada.


II - INFORMAÇÕES AO PACIENTE
1. PARA QUE ESTE MEDICAMENTO É INDICADO?COMPLEXO B® é indicado para o tratamento de carência múltipla de vitaminas do complexo B e suas
manifestações. Tem ação reguladora das carências quando já existem manifestações clínicas causadas pela
deficiência vitamínica.


2. COMO ESTE MEDICAMENTO FUNCIONA?
COMPLEXO B® repõe as vitaminas do complexo B regulando as manifestações clínicas já existentes devido
à carência destas vitaminas.


3. QUANDO NÃO DEVO USAR ESTE MEDICAMENTO?
O produto é contraindicado para pacientes com hipersensibilidade a qualquer uma das vitaminas,
principalmente a tiamina (vitamina B1).
Também é contraindicado em casos de Doença de Wilson (doença genética que causa acúmulo de cobre no
organismo, gerando problemas neurológicos e doenças do fígado), gastrectomia (quando é retirada uma parte
do estômago) e atrofia óptica de Leber (disfunção hereditária do nervo óptico).


4. O QUE DEVO SABER ANTES DE USAR ESTE MEDICAMENTO?
COMPLEXO B® não é apropriado para o tratamento de deficiências vitamínicas específicas graves.
A piridoxina (vitamina B6), em doses altas e por períodos prolongados, pode ocasionar neuropatia sensorial
(gerando fraqueza muscular, alterações sensoriais e ataxia – falta de coordenação dos movimentos).
Este medicamento deve utilizado com cuidado em caso de úlcera péptica.
Este medicamento não deve ser administrado com levodopa, a não ser que ela esteja associada a um inibidor
da descarboxilase, como por exemplo, a carbidopa.
Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas sem orientação médica ou do
cirurgião-dentista.
Interações Medicamento-Medicamento
Riboflavina: os antidepressivos tricíclicos ou fenotiazínicos podem aumentar as necessidades de ingestão da riboflavina; probenicida diminui sua absorção gastrointestinal.
Piridoxina: pode reduzir os níveis séricos de fenitoína e fenobarbital; pode reverter os efeitos
antiparkinsonianos da levodopa (o mesmo não ocorre com a associação carbidopa-levodopa); cloranfenicol,
etionamida, hidralazina, imunosupressores (como adrenocorticoides), azatioprina, ciclofosfamida, clorambucil, corticotropina, mercaptopurina), isoniazida ou penicilamina; pode causar anemia ou neurite periférica por sua ação antagônica à piridoxina; anticoncepcionais orais contendo estrogênios podem aumentar as necessidades de piridoxina.
Nicotinamida: o uso de tetraciclinas, suplementos de ferro, quinolonas, hidantoína, bisfosfonatos podem
reduzir o efeito da nicotinamida.
Interações Medicamento-Substância Química
O uso concomitante com álcool impede a absorção intestinal de alguns componentes da fórmula.
Interações Medicamento-Exames Laboratoriais
Não foi encontrado nenhum relato bibliográfico que descreva sobre interações laboratoriais em pacientes que
fizessem uso de COMPLEXO B®.
Informe ao seu médico ou cirurgião-dentista se você está fazendo uso de algum outro medicamento.


5. ONDE, COMO E POR QUANTO TEMPO POSSO GUARDAR ESTE MEDICAMENTO?
Conservar em temperatura ambiente (temperatura entre 15°C e 30°C). Proteger da luz e umidade.
Número de lote e datas de fabricação e validade: vide embalagem.
Não use medicamento com o prazo de validade vencido. Guarde-o em sua embalagem original.
Características do produto: comprimido revestido na cor marrom, circular e biconvexo.
Antes de usar, observe o aspecto do medicamento. Caso ele esteja no prazo de validade e você observe
alguma mudança no aspecto, consulte o farmacêutico para saber se poderá utilizá-lo.
TODO MEDICAMENTO DEVE SER MANTIDO FORA DO ALCANCE DAS CRIANÇAS.


6. COMO DEVO USAR ESTE MEDICAMENTO?
A dose recomendada é de 1 comprimido 3 vezes ao dia ou conforme a prescrição médica.
Este medicamento deve ser utilizado por via oral.
Este medicamento não deve ser partido, aberto ou mastigado.
Siga corretamente o modo de usar. Em caso de dúvidas sobre este medicamento, procure orientação
do farmacêutico. Não desaparecendo os sintomas, procure orientação de seu médico ou cirurgiãodentista.


7. O QUE DEVO FAZER QUANDO EU ME ESQUECER DE USAR ESTE MEDICAMENTO?
Tome a dose assim que se lembrar dela. Entretanto, se estiver próximo o horário da dose seguinte, salte a
dose esquecida e continue o tratamento conforme prescrito. Não utilize o dobro da dose para compensar uma
dose esquecida.
Em caso de dúvidas, procure orientação do farmacêutico ou de seu médico, ou cirurgião-dentista.


8. QUAIS OS MALES QUE ESTE MEDICAMENTO PODE ME CAUSAR?
Este medicamento pode causar algumas reações adversas:
Reações incomuns (ocorrem entre 0,1% e 1% dos pacientes que utilizam este medicamento): diarreia, desordem da condução cardíaca, tontura, olhos secos, peles seca, piora de úlcera péptica (lesão no estômago ou duodeno), desmaios, hiperglicemia (aumento de glicose no sangue), prurido na pele (coceira na pele), hiperuricemia (altos níveis de ácido úrico no sangue), mialgia (dor muscular), vômito e náusea (enjoo).
Reações raras (ocorrem entre 0,01% e 0,1% dos pacientes que utilizam este medicamento): sonolência, dor de cabeça, parestesia (dormência, formigamento), reações alérgicas, doença pulmonar, eritema (vermelhidão na pele), rash cutâneo (vermelhidão na pele).
Pessoas com reconhecida hipersensibilidade à tiamina e reação anafilática: esses fenômenos são raros, parecendo estar mais relacionados à administração endovenosa de tiamina pura. A administração de tiamina associada a outras vitaminas do complexo B parece reduzir o risco dessas reações.
Informe ao seu médico, cirurgião-dentista ou farmacêutico o aparecimento de reações indesejáveis
pelo uso do medicamento. Informe também à empresa através do seu serviço de atendimento.


9. O QUE FAZER SE ALGUÉM USAR UMA QUANTIDADE MAIOR DO QUE A INDICADA DESTE MEDICAMENTO?
Não existem relatos de efeitos atribuíveis a superdosagem.
Se for constatado que alguém utilizou uma quantidade maior do que a indicada, é necessário que a pessoa
seja encaminhada a unidade de saúde mais próxima o mais rápido possível.
Em caso de uso de grande quantidade deste medicamento, procure rapidamente socorro médico e leve
a embalagem ou bula do medicamento, se possível. Ligue para 0800 722 6001, se você precisar de mais orientações.
III - DIZERES LEGAIS
Reg. MS: nº 1.0235.1340
Farm. Resp.: Dra. Telma Elaine Spina
CRF - SP nº 22.234
Registrado por: EMS S/A
Rodovia Jornalista Francisco Aguirre Proença, s/n°, Km 08 - Chácara Assay
CEP 13186-901, Hortolândia – SP
CNPJ: 57.507.378/0003-65
INDÚSTRIA BRASILEIRA
Siga corretamente o modo de usar, não desaparecendo os sintomas procure orientação médica.
SAC: 0800 – 191914

I - IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO COMPLEXO B®


Polivitamínico do complexo B


APRESENTAÇÃO
Comprimido revestido
pantotenato de cálcio 3,0 mg + riboflavina 2,0 mg + nitrato de tiamina 5,45 mg + cloridrato de piridoxina 2,0
mg + nicotinamida 20,0 mg.

Frasco contendo 100 comprimidos revestidos.
USO ORAL
USO ADULTO
COMPOSIÇÃO
Cada comprimido revestido contém:
Concentração IDR* Adulto
Vitamina B5 (na forma de pantotenato de cálcio
equivalente a 2,760 mg de ácido pantotênico) 3,0 mg 
Vitamina B2 (riboflavina) 2,0 mg 
Vitamina B1 (na forma de nitrato de tiamina equivalente a
5,0 mg de tiamina) 5,45 mg 
Vitamina B6 (na forma de cloridrato de piridoxina equivalente a 1,640 mg de piridoxina) 2,0 mg 
Vitamina B3 (nicotinamida) 20,0 mg
* Ingestão diária recomendada para adultos, baseado na posologia máxima (3 comprimidos/dia).
**Fosfato de cálcio dibásico, celulose microcristalina, estearato de magnésio, croscarmelose sódica, dióxido
de silício, álcool polivinílico, talco, macrogol, amarelo crepúsculo laca de alumínio, azul de indigotina 132
laca de alumínio, dióxido de titânio, água purificada.


II - INFORMAÇÕES AO PACIENTE
1. PARA QUE ESTE MEDICAMENTO É INDICADO?COMPLEXO B® é indicado para o tratamento de carência múltipla de vitaminas do complexo B e suas
manifestações. Tem ação reguladora das carências quando já existem manifestações clínicas causadas pela
deficiência vitamínica.


2. COMO ESTE MEDICAMENTO FUNCIONA?
COMPLEXO B® repõe as vitaminas do complexo B regulando as manifestações clínicas já existentes devido
à carência destas vitaminas.


3. QUANDO NÃO DEVO USAR ESTE MEDICAMENTO?
O produto é contraindicado para pacientes com hipersensibilidade a qualquer uma das vitaminas,
principalmente a tiamina (vitamina B1).
Também é contraindicado em casos de Doença de Wilson (doença genética que causa acúmulo de cobre no
organismo, gerando problemas neurológicos e doenças do fígado), gastrectomia (quando é retirada uma parte
do estômago) e atrofia óptica de Leber (disfunção hereditária do nervo óptico).


4. O QUE DEVO SABER ANTES DE USAR ESTE MEDICAMENTO?
COMPLEXO B® não é apropriado para o tratamento de deficiências vitamínicas específicas graves.
A piridoxina (vitamina B6), em doses altas e por períodos prolongados, pode ocasionar neuropatia sensorial
(gerando fraqueza muscular, alterações sensoriais e ataxia – falta de coordenação dos movimentos).
Este medicamento deve utilizado com cuidado em caso de úlcera péptica.
Este medicamento não deve ser administrado com levodopa, a não ser que ela esteja associada a um inibidor
da descarboxilase, como por exemplo, a carbidopa.
Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas sem orientação médica ou do
cirurgião-dentista.
Interações Medicamento-Medicamento
Riboflavina: os antidepressivos tricíclicos ou fenotiazínicos podem aumentar as necessidades de ingestão da riboflavina; probenicida diminui sua absorção gastrointestinal.
Piridoxina: pode reduzir os níveis séricos de fenitoína e fenobarbital; pode reverter os efeitos
antiparkinsonianos da levodopa (o mesmo não ocorre com a associação carbidopa-levodopa); cloranfenicol,
etionamida, hidralazina, imunosupressores (como adrenocorticoides), azatioprina, ciclofosfamida, clorambucil, corticotropina, mercaptopurina), isoniazida ou penicilamina; pode causar anemia ou neurite periférica por sua ação antagônica à piridoxina; anticoncepcionais orais contendo estrogênios podem aumentar as necessidades de piridoxina.
Nicotinamida: o uso de tetraciclinas, suplementos de ferro, quinolonas, hidantoína, bisfosfonatos podem
reduzir o efeito da nicotinamida.
Interações Medicamento-Substância Química
O uso concomitante com álcool impede a absorção intestinal de alguns componentes da fórmula.
Interações Medicamento-Exames Laboratoriais
Não foi encontrado nenhum relato bibliográfico que descreva sobre interações laboratoriais em pacientes que
fizessem uso de COMPLEXO B®.
Informe ao seu médico ou cirurgião-dentista se você está fazendo uso de algum outro medicamento.


5. ONDE, COMO E POR QUANTO TEMPO POSSO GUARDAR ESTE MEDICAMENTO?
Conservar em temperatura ambiente (temperatura entre 15°C e 30°C). Proteger da luz e umidade.
Número de lote e datas de fabricação e validade: vide embalagem.
Não use medicamento com o prazo de validade vencido. Guarde-o em sua embalagem original.
Características do produto: comprimido revestido na cor marrom, circular e biconvexo.
Antes de usar, observe o aspecto do medicamento. Caso ele esteja no prazo de validade e você observe
alguma mudança no aspecto, consulte o farmacêutico para saber se poderá utilizá-lo.
TODO MEDICAMENTO DEVE SER MANTIDO FORA DO ALCANCE DAS CRIANÇAS.


6. COMO DEVO USAR ESTE MEDICAMENTO?
A dose recomendada é de 1 comprimido 3 vezes ao dia ou conforme a prescrição médica.
Este medicamento deve ser utilizado por via oral.
Este medicamento não deve ser partido, aberto ou mastigado.
Siga corretamente o modo de usar. Em caso de dúvidas sobre este medicamento, procure orientação
do farmacêutico. Não desaparecendo os sintomas, procure orientação de seu médico ou cirurgiãodentista.


7. O QUE DEVO FAZER QUANDO EU ME ESQUECER DE USAR ESTE MEDICAMENTO?
Tome a dose assim que se lembrar dela. Entretanto, se estiver próximo o horário da dose seguinte, salte a
dose esquecida e continue o tratamento conforme prescrito. Não utilize o dobro da dose para compensar uma
dose esquecida.
Em caso de dúvidas, procure orientação do farmacêutico ou de seu médico, ou cirurgião-dentista.


8. QUAIS OS MALES QUE ESTE MEDICAMENTO PODE ME CAUSAR?
Este medicamento pode causar algumas reações adversas:
Reações incomuns (ocorrem entre 0,1% e 1% dos pacientes que utilizam este medicamento): diarreia, desordem da condução cardíaca, tontura, olhos secos, peles seca, piora de úlcera péptica (lesão no estômago ou duodeno), desmaios, hiperglicemia (aumento de glicose no sangue), prurido na pele (coceira na pele), hiperuricemia (altos níveis de ácido úrico no sangue), mialgia (dor muscular), vômito e náusea (enjoo).
Reações raras (ocorrem entre 0,01% e 0,1% dos pacientes que utilizam este medicamento): sonolência, dor de cabeça, parestesia (dormência, formigamento), reações alérgicas, doença pulmonar, eritema (vermelhidão na pele), rash cutâneo (vermelhidão na pele).
Pessoas com reconhecida hipersensibilidade à tiamina e reação anafilática: esses fenômenos são raros, parecendo estar mais relacionados à administração endovenosa de tiamina pura. A administração de tiamina associada a outras vitaminas do complexo B parece reduzir o risco dessas reações.
Informe ao seu médico, cirurgião-dentista ou farmacêutico o aparecimento de reações indesejáveis
pelo uso do medicamento. Informe também à empresa através do seu serviço de atendimento.


9. O QUE FAZER SE ALGUÉM USAR UMA QUANTIDADE MAIOR DO QUE A INDICADA DESTE MEDICAMENTO?
Não existem relatos de efeitos atribuíveis a superdosagem.
Se for constatado que alguém utilizou uma quantidade maior do que a indicada, é necessário que a pessoa
seja encaminhada a unidade de saúde mais próxima o mais rápido possível.
Em caso de uso de grande quantidade deste medicamento, procure rapidamente socorro médico e leve
a embalagem ou bula do medicamento, se possível. Ligue para 0800 722 6001, se você precisar de mais orientações.
III - DIZERES LEGAIS
Reg. MS: nº 1.0235.1340
Farm. Resp.: Dra. Telma Elaine Spina
CRF - SP nº 22.234
Registrado por: EMS S/A
Rodovia Jornalista Francisco Aguirre Proença, s/n°, Km 08 - Chácara Assay
CEP 13186-901, Hortolândia – SP
CNPJ: 57.507.378/0003-65
INDÚSTRIA BRASILEIRA
Siga corretamente o modo de usar, não desaparecendo os sintomas procure orientação médica.
SAC: 0800 – 191914

Até o momento não há avaliações para esse produto.

Para sua maior segurança, atualizamos a Política de Privacidade da loja. Ao continuar navegando, entendemos que você está ciente e de acordo com elas.

Newsletter
Cadastre seu e-mail e celular para ficar por dentro de todas as nossas novidades e promoções.
Farmabem - CNPJ: 03.991.453/0001-15
Fale Conosco